sexta-feira, 6 de maio de 2011

Importante para Copa, Radial Leste será estendida


Obra deve ser concluída em até 2013. Projeto prevê cerca de 3,5 km de novas pistas para a Zona Leste de SP.

A Radial Leste é uma importante via da cidade de São Paulo que cruza todo o eixo leste da cidade até o centro. No sentido centro-bairro a Radial Leste tem seu início na região do Parque Dom Pedro II, na rua da Figueira, embora seu fluxo de veículos mais importante provenha do elevado do Glicério, que a conecta com a ligação leste-oeste e a avenida do Estado. Grande parte de sua extensão, fica ao lado da linha do metro linha vermelha, passando pelas estações da zona leste.

Até junho de 2013, um ano antes da Copa do Mundo, a zona leste deve ganhar um pacote de obras de infra-estrutura. O projeto Nova Radial inclui cinco obras de melhorias viárias e deve receber R$ 478,2 milhões em investimentos públicos – R$ 345,9 milhões do Estado. (informações do Jornal da Tarde)

A principal intervenção será a construção de alças de ligação entre as avenidas Jacu-Pêssego e José Pinheiro Borges.

Hoje a Radial Leste, é uma via que possui congestionamento no horário de rush, claro que os horários de jogos na Copa não serão somados a esse “caos” que já existe no períodos da 7h às 10h e das 18h às 21h, de segunda a sexta. Mas com certeza terá um grande fluxo de carros durante a Copa e essas medidas é de grande importância. Fora que deixaram um grande legado para a população que sabe que essas obras já eram necessárias a tempos.

As modificações devem facilitar o acesso ao futuro estádio do Corinthians. Fundamentais para ampliar a infra-estrutura local, ao lado da nova FATEC, centros médicos e bases policiais, algumas dessas obras já vêm sendo cobradas desde as primeiras discussões do atual Plano Diretor de São Paulo, em 1998.

Estão previstas ainda duas novas avenidas: uma de ligação Norte-Sul no trecho entre a Avenida Itaquera e a Radial Leste, com transposições em desnível sobre as linhas de metrô e CPTM; outra, de articulação da nova Norte-Sul com a Avenida Miguel Inácio Curi, junto à adutora da Sabesp.


3 comentários:

  1. queria saber uma coisa com relação a estrutura em itaquera (não no estadio), mais ao redor se vai ter planejamento para suporta o fluxo de pessoas em itaquera,com falta de hospitais,policiamento e etc.
    no momento com meus conhecimentos a ampliação da radia 3, não será o suficiente para o prafego que é imenço nos dias de maior movimentação imagine somando esse movimento do dia-a-dia com a ida ao estadio.

    ResponderExcluir
  2. Como informei, Itaque, no "Projeto Itaquera" não ficará apenas na ampliação da radial, mas também com centros médicos e base policial. Se conhecer melhor a região, vai verificar que não existe falta de hospitais, onde só nas proximidade do estádio existem três. E sem dúvida que somente a ampliação da Radial não aliviará o transito diário, mas esse mesmo fluxio não será somado em dias de jogos. A também vários projetos da SPTrans para tanto, sendo um deles faixas exclusivas na Radial para Copa.

    ResponderExcluir
  3. Olá Rodney,
    Belo blog, este é meu segundo comentário por aqui. Como morador de Itaquera, fico preocupado. Este projeto que você citou, consta extensão ou duplicação?
    Se for apenas extensão, não resolverá problema algum de congestionamento e sim haverá piora, pois trazer mais veículos para uma mesma via tráz este tipo de situação. Se não criarem alternativas para entrar e sair de Itaquera, a região ficará entupida para entrada e saída. A copa é temporária, inclusive se cogita férias escolares no mês da copa o que ajudará bastante, sem falar nos esquemas de CET montados para o evento. Minha preocupação é o legado. Jogos de campeonatos paulista, brasileiro, libertadores. Quartas-feiras e domingos infernais em diass de jogos, moradores tentando chegar em suas residências, torcedores de torcidas rivais junto a tudo isto. O Glamour da copa nos faz esquecer isso. Mas basta ter como exemplo o entorno dos estádios aqui da capital, muito desvalorizados devido a estes fatores. Basta perguntar aos moradores de bairros como Pacaembú ou Morumbi. Como morador do bairro, fico feliz e ao mesmo tempo me preocupo com estes detalhes e acho que temos de exigir melhorias estruturais em nosso bairro para que depois não soframos. Conheço pessoas que estão aproveitando o "boom" imobiliário da região e vendendo seus imóveis. Há uma teoria que diz que futuramente a região poderá ficar desvalorizada, se taiss melhorias estruturais não acontecerem. De que adianta morar em um local assim e não term como chegar em casa para descansar ou poder sair para trabalhar. Tudo isto tem um preço e cabe uma enorme discussão.

    ResponderExcluir