sexta-feira, 13 de maio de 2011

Talvez fora da Copa das Confederações, São Paulo não é descredenciada para abertura da Copa do Mundo.


O governo de São Paulo já admite que o estádio de Itaquera não ficará pronto até o dia 16 de junho de 2013, provável data do jogo de abertura da 7ª edição da Copa das Confederações. Para ser um dos palcos do torneio-teste da Copa do Mundo, o estádio teria que ser erguido em exatos 775 dias, ou pouco mais de 25 meses. Mas o fato da cidade ficar fora do evento-teste da FIFA, não descredencia São Paulo para ser a abertura do mundial em 2014.

Levando em conta a data de hoje, a cidade de São Paulo possui uma estrutura melhor do que qualquer outra cidade no Brasil para a realização de eventos, isso é fato. Reconhecida no meio empresarial inclusive, seja pela quantidade de empresas sediadas na cidade, pela quantidade de dinheiro que circula aqui, pelo enorme contingente populacional, pelas rotas aéreas que ligam a cidade a todas as partes, pelo transporte público que embora extremamente cheio é relativamente abrangente e com grau de integração intermodal acima da média brasileira.

Cidade onde dos melhores e mais cheios teatros, onde os museus são dos mais diversos e tem mais interesse por parte do público, onde os parques públicos "bombam" em todas as regiões e principalmente nos finais de semana, que tem coisas que fazem a todo momento os estereótipos tão difundidos caírem por terra, com em suas represas com praias, áreas verdes cheias de natureza encravadas na zona urbana.

Dezenas de lojas de grifes renomadas, que por ser tão vibrante e dinâmica atrai gente de toda parte, que dá um "plús" a mais no estilo de vida e na cara da cidade. Cidade que tem bons e tanta variedade de restaurantes gastronômicos de classe internacional além de uma infinidade de outros mais simples porém não menos interessantes, cidade que tem centenas de bares e baladas concorridas e famosas.

Eventos como São Paulo Fashion Week, de repercussão internacional, um GP de Fórmula 1, um GP de Fórmula Indy, uma Virada Cultural com tanta participação do público e de forma tão cidadã. Pelo gigantismo e variedade da rede hoteleira, com também uma classe artística atuante e produtiva e que repercute, que tem eventos culturais pra todos os bolsos, gostos e vertentes.

É claro que ainda é necessário muito mais para fazer de São Paulo, uma cidade com qualidade de vida para os seus moradores. Por muitas décadas prefeitos e governadores, não investiram de forma planejada na cidade e hoje encontramos transito na suas avenidas, transporte publico lotados, bairros de periferia abandonados, mas assim mesmo é hoje a cidade melhor preparada para abertura de uma Copa do Mundo.

Tanto que o próprio secretário-geral da FIFA, Jerome Valcke, afirma não ser um grande prejuízo para cidade está fora do em 2013 do evento-teste: “Precisamos de quatro sedes para a Copa das Confederações. Não é tão trágico se não ocorrer em São Paulo“, declarou o secretário-geral da Fifa.

O que podemos tomar de exemplo é o que já aconteceu em outros pais sedes do mundial da FIFA.

Os palcos das aberturas das últimas três Copas, não foram “testados” na Copa das Confederações. O estádio Sang-am, em Seul, foi inaugurado em dezembro de 2001 – a cinco meses do Mundial. A reforma do Olímpico de Berlim já estava concluída em junho de 2005, mas a arena ficou de fora do evento-teste. Na África do Sul, o Soccer City só foi inaugurado dia 22 de maio de 2010, a apenas 20 dias do jogo de abertura da Copa. A escolha oficial das cinco cidades brasileiras ocorrerá no dia 29 de julho, sexta-feira, no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário