quarta-feira, 13 de julho de 2011

Comitê da Copa 2014 recebe garantias e oficializa Arena Corinthians

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito paulistano, Gilberto Kassab, receberam no início da noite de terça-feira (12) um telefonema do presidente da CBF e do Comitê Organizador Local (COL), Ricardo Teixeira, para parabenizar o Corinthians e a Odebrecht por terem apresentado à Fifa as garantias financeiras para a construção do estádio de Itaquera.

Segundo o dirigente, a Arena Corinthians esta confirmado como sede da Copa. O anúncio de abertura do evento ainda não está oficializado, mas tem grandes chances de ocorrer ainda hoje. A Fifa comunicará a sede da abertura do Mundial através de seu site oficial, sem realizar qualquer evento para a divulgação da informação.

Hoje, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez deu indícios de alguma novidade sobre o assunto. "Vamos aguardar as próximas 24 horas para ver se não tem surpresa. As garantias financeiras foram entregues ontem (segunda-feira) à Fifa, agora vamos esperar os próximos dias", disse.

O anúncio deveria ocorrer no final deste mês e foi adiado para a segunda quinzena de outubro, devido aos atrasos para que os incentivos fiscais fossem aprovados pela Câmara Municipal de São Paulo. Com as garantias entregues, entretanto, isso pode ocorrer ainda nesta semana.

O valor da obra, que oscilou bastante desde o anúncio da construção do estádio, foi estimado por Sanchez em cerca de R$ 820 bilhões.

A trajetória

Em junho do ano passado, o Morumbi foi excluído da Copa pelo Comitê Organizador Local (COL). O veto levou a organização paulista a indicar para o torneio o futuro estádio do Corinthians em Itaquera, bairro da zona leste de São Paulo

No dia 31 de agosto de 2010, véspera do centenário do Corinthians, foi assinado um protocolo para a construção de um estádio para 48 mil torcedores.

O Corinthians e a prefeitura, em maio deste ano, assinaram um acordo que prevê um investimento do clube de R$ 12 milhões em obras assistenciais e sociais na região de Itaquera.

O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) encerrava uma ação do Ministério Público, que em 2001 pediu a anulação da concessão devido ao descumprimento da cláusula que determinava que o estádio deveria ser construído até 1993. A área foi cedida em 1988.

No dia 30 de maio, após as ameaças da Fifa, que declarou que excluiria da Copa as cidades brasileiras que descumprirem suas exigências, três tratores da construtora Odebrecht iniciaram os trabalhos de terraplenagem no terreno

A Câmara de Vereadores aprovou na semana passada os Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDs). Os títulos permitem o abatimento de 50% do ISS e 60% do IPTU do estádio. A isenção fiscal será de R$ 420 milhões. Além disso, a construtora pode vender os papéis no mercado, com deságio.

O restante deve ser bancado com financiamento de até R$ 400 milhões do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Para captar o dinheiro, que vem com juros subsidiados, os sócios do Itaquerão têm de contratar um banco repassador, o que encarece o empréstimo.

Um comentário:

  1. Parabéns para todos os Corinthians de Verdade por mais esta batalha vencida.
    Falta pouco para o nosso Fielzão ser anunciado como Estádio de Abertura da Copa do Mundo de 2014, fazendo os olhos do mundo ficarem voltados para o Corinthians nos próximos anos.
    Mas também é importante manter o nosso boicote aos veículos dos ANTI-CORINTHIANOS, a TV Record, a Igreja Universal, o site R7 da TV Record, os Jornais Folha de São Paulo e Estado de São Paulo. Não podemos abaixar a guarda um minuto pois os ANTIS estão atentos. Essa guerra só acabará após o último jogo no Fiezão no Mundial de 2014.

    ResponderExcluir