quinta-feira, 2 de maio de 2013

Arquibancadas provisórias da Arena Corinthians será instalada com dinheiro privado.


O Governo de São Paulo convidou empresas para investir na instalação das arquibancadas provisorias na Arena Corinthians, em Itaquera. O objetivo é não utilizar dinheiro publico para esse fim. De forma inteligente e cooperada, o Governo do Estado, o Clube e a construtora, encontra uma forma para atender a exigencia da FIFA de ampliar a capacidade do estádio de abertura da Copa do Mundo.

O governador de São Paulo diz que dinheiro público não será necessário na montagem. Segundo Alckimin, a Ambeb será a responsável pelo processo de captação de patrocínios para instalação da arquibancadas provisórias da Arena, com um custo estimado de R$ 35 milhões para montagem, manutenção e desmontagem dos 20 mil assentos. A construção será feita pela Odebrecht.
Segundo o vice-presidnte de Relações Corporativas da Ambev, as empresas que se interessarem em colocar recursos para a construção da arquibancada provisória terão o direito de anunciar na estrutura até a Copa do Mundo 2014, quando os direitos de publicidade passarão à Fifa.  
De acordo com Alckmin, é firmado assim, o objetivo de fazer todos os esforços para que não inserir dinheiro público na montagem das arquibancadas provisórias, os recursos públicos serão destinados para as obras de infraestrutura no entorno da Arena. "Obras de acessibilidade e viárias, investimentos na Linha 11 da CPTM e na Linha 3 do Metrô, todas estão andando dentro do cronograma e serão definitivas para a população da cidade", detalhou Geraldo Alckmin.



Nenhum comentário:

Postar um comentário